Trovoadas intensas, saraiva e rajadas convectivas

Trovoadas intensas, saraiva e rajadas convectivas

A aproximação de uma bolsa de ar frio em altura, com deslocação de oeste para leste marcará uma mudança neste início de Setembro face ao padrão que temos tido. É uma situação que deverá durar, em termos de maior intensidade, entre a noite de 31/8 e o dia 2/8 (aqui já menos intensa). Mas este artigo é para o período mais critico que será até final de dia 1/9, pelo que dia 2 já não será aqui analisado.

A bolsa de ar frio em altura que vos falo no parágrafo anterior é o círculo laranja claro a oeste de Portugal Continental na imagem seguinte:

Assim, aqui ficam os mapas com a previsão da evolução dos aguaceiros e trovoadas a partir da noite de dia 31 e até final de dia 1.

Realça-se que as zonas a amarelo apontam trovoadas dispersas mas onde pontualmente poderá ocorrer queda de granizo e rajadas fortes, principalmente durante o dia 1.

A zona a laranja e também o nordeste transmontano são, em teoria, as zonas de presumível maior atividade e onde podem ocorrer fenómenos extremos de precipitação e/ou vento, com granizo/saraiva de dimensão significativa. Isto não quer dizer que vá ocorrer em todas as zonas a laranja nem que tal não possa ocorrer nas zonas a amarelo ou mesmo fora das duas zonas. Em trovoadas, apenas conseguimos analisar probabilidades e, mesmo essas, podem não estar corretas.

A primeira imagem é para a noite de 31 para 1, a segunda para a tarde de dia 1/9 e a terceira para o final da tarde, relativamente a algumas células que podem entrar no interior centro-sul.

Este trabalho é uma análise da MeteoMira e não quer dizer que vá trovejar nestes locais, ou que não possa trovejar fora destes locais, algo que poderá mesmo ocorrer.

A maior parte dos locais terá um dia de sol, sem chuva e até haverá por certo muita gente nas praias, porque estará um excelente dia de praia em muitos locais.

Lamento não conseguir responder às questões sobre locais, porque estou de férias e sem acesso a meios de informação mais completos e, igualmente, com menor disponibilidade, mas como sempre atento e a tentar ajudar.

Saiba tudo em MeteoMira e, se quiser ajudar a MeteoMira, saiba como clicando AQUI

OBRIGADO!

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *