29-31 Outubro: Um mês de chuva em 3 dias!

29-31 Outubro: Um mês de chuva em 3 dias!

Tem achado Outubro um mês muito seco? Prepare-se porque Outubro reservou um dilúvio para os últimos dias do mês!

A chegada de uma massa de ar de características subtropicais irá despoletar precipitação intensa e persistente num autêntico rio atmosférico entre os Açores e Portugal Continental.

Se nos Açores a situação inicia já este dia 26 com a aproximação de uma frente de fraca a moderada atividade que se deslocará ao longo da noite de 26 para 27 para o Grupo Central, com trovoadas e, posteriormente, no dia 27 para o Grupo Oriental, essa mesma frente chegará ao noroeste continental ao final do dia 28. Não deverá afetar significativamente a Madeira.

A imagem seguinte mostra a evolução dessa frente com a precipitação de 3 em 3h até chegar ao noroeste continental na noite de 28.

A situação que se segue será o corredor subtropical, com um verdadeiro rio atmosférico de acordo com as setas a vermelho que deixará precipitação intensa e persistente nos Açores a partir de 28 de outubro e podendo continuar ao longo dos primeiros dias de novembro, pontualmente acompanhado de trovoadas.

Já em território continental, espera-se um rio atmosférico que ainda não é possível identificar mas que deverá deixar valores muito elevados de precipitação entre 29 de outubro e dia 1 de novembro sobretudo.

A situação reveste-se de especial atenção para as ribeiras! Aconselhamos vivamente a limpeza antecipada de zonas de escoamento de água pois o grande problema será sem dúvida os acumulados muito elevados de precipitação e a persistência local dessa mesma precipitação.

O vento poderá em alguns dias soprar mais forte mas não deverá exceder muito mais que os 70-80km/h no litoral e até 100-120km/h nas terras altas, com o eventual cavamento de uma depressão entre sábado e domingo (imagem 1).

Nos Açores será o dia 29 o que potencialmente poderá apresentar ventos mais intensos que andarão na ordem dos 70 a 80km/h em termos gerais e pontualmente 90-100km/h (imagem 2).

Mais uma vez, tudo mais calmo na Madeira.

As trovoadas poderão acompanhar pontualmente a precipitação, mais prováveis e persistentes nos Açores (conforme se vê na imagem seguinte mas podendo ocorrer também dia 29 e 31 no território continental.

Em termos de acumulados temos valores que obviamente podem ser um problema como os do UKMO que modela mais de 200 litros por m2 na Área Metropolitana de Lisboa e Vale do Tejo, passando por praticamente todos os modelos com acumulados superiores a 100 litros por m2 quer em Portugal Continental quer nos Açores (Madeira com tudo muito mais calmo).

Vejamos agora para os Açores e Madeira:

A situação poderá melhorar gradualmente a partir de dia 2 de novembro no Continente, mantendo-se muito instável nos Açores.

Se gostar dos conteúdos da MeteoMira e quiser contribuir para o seu continuo desenvolvimento e melhoria, bem como ajudar na subscrição de serviços premium que adquirimos para lhe dar a informação o mais atualizada possível, pode fazê-lo através de:
IBAN PT50 0018 000322504419020 11
MBWAY 912101683

Acompanhe toda a informação e atualizações em www.facebook.com/meteomira

Share this post

Comments (2)

  • Joaquim António Reply

    Gostei muito bom.

    Outubro 27, 2021 at 12:55 pm
    • admin Reply

      Muito obrigado!

      Outubro 27, 2021 at 6:29 pm

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *