Forte instabilidade: Portugal Continental e Açores!

Forte instabilidade: Portugal Continental e Açores!

28 de Outubro a 1 de Novembro de 2021

Pegando no último artigo que havia escrito sobre esta situação e que podem consultar AQUI, importa salientar que o estado do tempo será marcado por muita humidade entre os Açores e Portugal Continental. Teremos um fluxo subtropical, com muita água precipitável e que poderá até provocar o desenvolvimento de uma depressão (pequeno ciclone) com ventos fortes.

28 OUTUBRO

Uma área de baixa pressão a oeste dos Açores começará a deixar precipitação no Arquipélago, ao mesmo tempo que a partir de meio da tarde entrará em território continental uma frente de moderada a forte atividade a noroeste e com deslocação para sudeste.

A imagem abaixo mostra o acumulado em 24h para dia 28 de acordo com o ECMWF.

Os acumulados para dia 28 mostram que ainda só deverá chover no litoral norte e centro e, mais fraco, no interior norte, isto já de noite de 28 para 29.

Igualmente pelo Arquipélago dos Açores, os aguaceiros mais intensos devem passar a norte e sul do Arquipélago e deixar alguns pelas ilhas, sem excessos.

Em termos de ventos, espera-se vento moderado a forte pelos Açores, em especial no Grupo Ocidental para final do dia e com deslocação de noite para o Central, com rajadas de até 60 a 70km/h. Igualmente na chegada da frente a Portugal Continental, o vento poderá aumentar de intensidade na metade litoral norte e centro, com rajadas de até 50-65km/h.

A imagem abaixo mostra as rajadas máximas.

29 OUTUBRO

A frente continuará de noite de 28 para 29 a progredir para interior e de norte para sul. A chuva será mais forte no centro e zonas montanhosas (acumulados entre os 30 a 60 litros por m2), bem como Douro Litoral mas, com o passar do dia 29 (final da tarde) entrará a parte mais húmida resultante do fluxo subtropical embebido num pequeno ciclone que deixará ventos fortes no litoral (ver abaixo). Os acumulados a amarelo representam entre 20 a 30 litros por m2 e a verde entre 10 a 20 litros por m2, em 24h.

Entretanto, o fluxo subtropical deixará já precipitação localmente intensa sobretudo nas vertentes norte dos Açores (Graciosa).

As imagens abaixo mostram o acumulado em 24h para dia 29 de acordo com o ECMWF.

Em termos de ventos, espera-se vento moderado a forte pelos Açores, com rajadas entre os 50 a 70km/h.

A chegada de um possível ciclone embebido no fluxo subtropical ao final do dia de 6ª feira não só deixará chuva forte e persistente como deixará ventos fortes que podem chegar aos 70 a 100km/h entre o litoral centro-norte e centro-sul, podendo a zona de maior intensidade ser no litoral centro.

Um pouco por todo o território o vento subirá com rajadas que podem oscilar entre os 40 a 70km/h, mais fraco a norte e interior sul.

A imagem abaixo mostra as rajadas máximas.

30 OUTUBRO

Dia 30 será um dos dias mais intensos em termos de precipitação, sobretudo entre o Vale do Tejo e o Vale do Douro, na metade litoral, com acumulados que nas zonas ocidentais das serras da região centro-norte (distrito de Aveiro vs Viseu) pode passar os 60-100mm de acumulado em 24h. Esta situação poderá apresentar risco elevado superior por poder vir acompanhada de trovoadas, sobretudo a norte e centro-norte na metade litoral.

A precipitação será relativamente normal no interior nordeste e a sul do distrito de Évora (ainda assim irá chover neste dia entre 5 a 30mm), sendo muito fraca ou praticamente nula a precipitação prevista para o interior sul do sotavento algarvio. Em termos médios espera-se, nas zonas laranja e salmão da imagem abaixo acumulados entre os 30 a 45 litros por m2.

Entretanto, o fluxo subtropical deixará precipitação forte e persistente e acompanhada de trovoadas nos Açores, em especial no Grupo Central e Oriental, com acumulados que podem ascender aos 40 a 80mm em 24h.

As imagens abaixo mostram o acumulado em 24h para dia 30 de acordo com o ECMWF.

Em termos médios, os ventos serão moderados a fortes nos Grupos Central e sobretudo Oriental dos Açores, com rajadas máximas entre os 50-80km/h, podendo chegar aos 100km/h nas zonas mais altas e será moderado no sul do território continental, com rajadas entre os 50 a 60km/h e fraco a moderado no resto do território.

A imagem abaixo mostra as rajadas máximas.

31 OUTUBRO

Dia 31 será a norte e centro do território continental bem como no Grupo Central dos Açores um dia em que os meios de proteção civil deverão estar totalmente disponíveis pois são esperadas precipitações que podem facilmente superar os 70 a 125mm em 24h, não sendo de descartar que pontualmente este valor possa passar um pouco o que se espera.

Será um dia praticamente sem chuva ou com pouca chuva a sul do distrito de Évora e calmo entre os distritos de Setúbal, Évora e Portalegre e o Vale do Tejo (ainda que com precipitação pontual em regime de aguaceiros).

Contudo, é do Vale do Tejo para norte e sobretudo em toda a metade litoral que se espera uma situação potencialmente complicada, sendo obviamente de considerar cheias, até porque podem ter trovoadas a acompanhar! Atenção ao facto das ribeiras estarem presumivelmente já com caudal elevado dos dias anteriores, o que fará transbordar algumas facilmente.

Solicita-se o plano de emergência a norte e centro para todo o fim de semana!

Igualmente e na mesma medida, esperam-se precipitações persistentes e acompanhadas de trovoadas no Grupo Central dos Açores, podendo ocorrer igualmente no Grupo Oriental (menos provável mas podendo ocorrer a Ocidente).

Solicita-se o plano de emergência para os Açores a partir de domingo 31!

As imagens abaixo mostram o acumulado em 24h para dia 31 de acordo com o ECMWF.

Em termos médios, os ventos serão moderados, mas podendo ser mais fortes no interior centro e sul do continente, com rajadas entre os 50 a 70km/h.

A imagem abaixo mostra as rajadas máximas.

1 NOVEMBRO

O dia de Todos-os-Santos trará uma melhoria significativa do estado do tempo a norte, chovendo mais a centro e sul neste dia, mas numa situação sem gravidade (chuva moderada).

Espera-se que o final do dia 1 traga uma descida muito significativa das temperaturas, podendo a neve chegar às terras mais altas nos primeiros dias de novembro, seguindo-se um Verão de S. Martinho a partir de dia 4/5.

Continua a precipitação intensa nos Açores que será a nota dominante nos primeiros dias de Novembro, acompanhada de trovoadas e algum vento!

A imagem abaixo mostra o acumulado em 24h para dia 28 de acordo com o ECMWF.

Em termos de ventos, espera-se vento moderado a forte pelos grupos Central e Ocidental dos Açores, com rajadas de até 60 a 70km/h.

O vento será já fraco no continente.

A imagem abaixo mostra as rajadas máximas.

PRECIPITAÇÃO TOTAL ENTRE 28 OUTUBRO e 1 NOVEMBRO

Deixo alguns acumulados de vários modelos até final de dia 1 de novembro para o país, salientando-se o porquê de não se referir a Madeira que ficará à margem deste evento, com pouca ou nenhuma precipitação.

Se gostar dos conteúdos da MeteoMira e quiser contribuir para o seu continuo desenvolvimento e melhoria, pode fazê-lo através de:
IBAN PT50 0018 000322504419020 11
MBWAY 912101683

Siga tudo em www.facebook.com/meteomira

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *