Depressão em altura nos Açores / Efeitos no Continente e Madeira

Depressão em altura nos Açores / Efeitos no Continente e Madeira

Certamente já se questionou várias vezes porque é que uma depressão isolada nos Açores acaba por produzir bom tempo em Portugal Continental e, por vezes, Madeira!

Se estamos tão perto das ilhas porque é que a depressão não acaba por trazer parte da chuva que lá cai? A lei da física talvez ajude a explicar porquê!

Atentemos na imagem seguinte:

Imaginemos então que temos na atmosfera, na zona do Oceano Atlântico entre os EUA e Portugal Continental um enorme e fofinho colchão, a amarelo.

Deixamos então cair um peso no centro (consideremos que a depressão em altura é esse peso a azul) na zona dos Açores.

Naturalmente, o peso vai provocar uma deformação no nosso colchão na zona central (onde cai) para baixo e nas extremidades acaba por subir.

Tal e qual uma sobrecarga numa viga em termos de construção civil (imagem seguinte):

O que esse peso tem a ver com a Depressão nos Açores?

A descida do peso na zona central não é mais que o isolar da depressão proveniente de norte sobre a zona dos Açores e que faz descer o geopotencial (que é o nosso colchão e que estava estável antes da queda do peso) nesse local, subindo nas extremidades.

O geopotencial elevado é o que proporciona o tempo estável e seco, sendo que o geopotencial mais baixo acabará por induzir mais instabilidade.

Daí e nesta altura de transição (mesmo em alguns momentos do Verão) é usual este tipo de “descida de bolsas de ar frio” para o Arquipélago dos Açores ou para a zona entre Açores e Madeira, proporcionando tempo estável e seco em Portugal Continental.

Quanto mais a leste a bolsa de ar frio cair, mais a leste o calor subirá, quer numa extremidade quer na outra do nosso “colchão”.

Este artigo é especialmente importante no seguimento do que se poderá vir a passar com o final de Maio: https://www.facebook.com/meteomira/posts/3624088447815648

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *