Vai chover e até nevar, em muitos locais pouco irá pingar!

Posted by: admin Comments: 0 0

As depressões vão descer um pouco em altura, o que permitirá ao anticiclone recuar igualmente e os ventos em altitude soprarem um pouco mais intensos perto da latitude do continente nacional. Isto fará com que algumas frentes (geralmente fracas, sendo que uma poderá ser mais “generosa”, no domingo – 13) se aproximem do norte e centro continental.

Por outro lado, Madeira e Açores mantém, regra geral, ação anticiclónica, com a frente acima referida a passar ao de leve pelos Açores .

Assim, teremos as depressões a vermelho na primeira imagem em deslocação de acordo com as setas a vermelho e formando aquela depressão a vermelho na imagem 2, a qual terá uma frente associada (a preto e com deslocação de acordo com a seta a preto).

Antes da chegada da depressão a vermelho na 2ª imagem, importa salientar que teremos algumas pequenas frentes associadas a outras depressões que conseguirão deitar algumas pingas, designadamente no Minho e litoral norte e centro-norte, junto ao mar, na tarde e noite de 5ª feira (10).

Na noite de 6ª para sábado, começa então a ação da depressão a vermelho, com aguaceiros fracos e dispersos (vulgar morrinha) a evoluir de litoral para interior e, acredito, mais insistente a norte e centro.

Já a partir da madrugada de domingo, uma frente fria de moderada atividade a norte e centro (metade litoral) trará precipitação moderada ao Minho e Douro Litoral e pontualmente moderada a forte nestes locais e essencialmente em certas zonas da metade litoral centro, evoluindo para interior e sul ao longo do dia de domingo (manhã no interior norte e centro) e tarde/noite a sul do Tejo, cada vez mais fraca (podendo nem chover na zona mais sul e interior).

A partir da noite de domingo, a cota de neve desce até aos 1200-1400m no interior norte e centro, mas a precipitação começa também a reduzir, sendo que nevará ainda assim nos pontos altos.

Igualmente o vento tende a aumentar a norte e centro, evoluindo na madrugada de domingo do Minho para o interior norte e região centro, com rajadas de sul/sudoeste até 50-65km/h (podendo ser mais intenso nas terras altas e no extremo norte, até 75-80km/h).

Nas imagens seguintes apresentamos, segundo o modelo ICON (alemão), a precipitação em 24h para 5ª, 6ª, sábado e domingo, respetivamente, onde podemos ver que será domingo o dia de maior precipitação (sobretudo a norte e centro metade litoral).

E porque não chove tanto a sul do Tejo?

Se reparar na 2ª imagem que vos apresentamos neste artigo (que recolocamos a seguir), verifica o círculo verde e a seta vermelha, indicando que o anticiclone, mal a depressão se apresenta a leste do continente, avança rapidamente para “secar” a frente e isso acontece precisamente na zona de maior geopotencial (a sul do Tejo, podendo chover um pouco mais no distrito de Portalegre).

Depois disto, o anticiclone tende a subir e o tempo a secar na Península Ibérica (com pingas pontuais no Minho um ou outro dia), de acordo com a seta a vermelho da imagem acima e aproxima-se a oeste dos Açores outro anticiclone, no meio dos quais poderá desprender-se, por volta de dia 16/17, uma pequena depressão para a zona dos Açores, trazendo mais chuva à região entre 17 e 19 essencialmente.

Contudo, tendo em conta a intensidade dos anticiclones (elipses a azul na imagem seguinte), não é impossível que apenas repasse uma pequena bolsa de ar frio em altura para sul/sudoeste (seta a preto) e que será rapidamente absorvida pelo anticiclone, pouco fazendo chover na região (pelo menos talvez apenas dia 17), seguindo a depressão propriamente dita para nordeste (seta a vermelho), de acordo com as setas da imagem seguinte:

Na Madeira, a estabilidade e alguns aguaceiros pontuais serão a nota dominante. Deixo para terminar os acumulados de chuva entre 9 e 16 de fevereiro para as ilhas e depois para 9 a 18 de fevereiro, onde se verifica que a maior parte da precipitação nos Açores poderá surgir entre 17 e 18 de fevereiro.

Se gostar dos conteúdos da MeteoMira e quiser contribuir para o seu continuo desenvolvimento e melhoria, bem como ajudar na subscrição de serviços premium que adquirimos para lhe dar a informação o mais atualizada possível, pode fazê-lo através de:
IBAN PT50 0018 000322504419020 11
MBWAY 912101683

Siga toda a informação em MeteoMira

Esta previsão tem o apoio da EVS PORTUGAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.