Previsão 21-22 Junho 2022

Share this post

Posted by: admin Comments: 0 0

PORTUGAL CONTINENTAL

Os próximos dias (21 a 22) serão marcados tempo fresco para a época e aguaceiros que serão mais persistentes a norte do Vale do Tejo, podendo chegar na madrugada e manhã de 4ª também à região sul do Tejo, mas de forma mais dispersa.

Assim, espera-se que na madrugada de 3ª feira a precipitação entre na faixa litoral norte e centro e depois vá interiorizando com o passar da manhã. De tarde, pode ocorrer alguma trovoada muito localizada (sem severidade) no interior centro a acompanhar os aguaceiros. Realça-se que a probabilidade de ocorrência de trovoada é muito baixa.

Ao final de 3ª feira a precipitação deve começar a descer, abandonando o norte do Vale do Douro por umas horas e focando-se primeiro no litoral centro e sul e caminhando depois para o interior com o passar da noite. De tarde, podem surgir de novo aguaceiros a norte do Vale do Tejo e com deslocação para nordeste, onde em Trás-os-Montes (zona mais norte) poderão ser acompanhados por alguma trovoada localizada (sem severidade).

Com o chegar do final da tarde, o céu tende a limpar em todo o território… mas os aguaceiros regressam na madrugada de 5ª feira.

A primeira imagem mostra a precipitação na tarde de 3ª feira e a 2ª na tarde de 4ª feira (de madrugada e manhã de 4ª feira poderá chuviscar ou chover localmente a sul do Tejo e mesmo no Algarve).

Contacte a MeteoMira, através de: meteomira.rm@gmail.com

O vento será em geral fraco de manhã de oeste no litoral e sudoeste no interior, mas aumentará nas tarde a centro e sul, ao rodar para noroeste no litoral e oeste no interior, com rajadas de até 45-55km/h e, até 70km/h no sotavento algarvio, principalmente na 3ª feira, sendo mais moderado na 4ª feira.

Imagens a representar o vento na noite de sábado para domingo e na 2ª feira.

As temperaturas mínimas vão descer na 3ª feira e subir na 4ª, na mesma proporção, sendo de esperar que no Minho e Douro Litoral subam nos 2 dias.

Já as máximas não terão grande alteração na 3ª feira, subindo depois na 4ª feira a norte e no Vale do Douro, bem como no Vale do Tejo/Sado e Alto Alentejo, até 2/3ºC.

O risco de incêndio será reduzido, podendo ser ligeiro a moderado na 3ª feira na zona do sotavento, devido ao intenso vento.

ARQUIPÉLAGOS

O Anticiclone está posicionado mesmo nos Açores, o que apesar da muita humidade que se sente na região, provocando períodos de nebulosidade mais significativa, a chuva é pouco e limitada, em regime de aguaceiros fracos e muitos dispersos nos próximos dias, sobretudo ao Grupo Oriental e a algumas ilhas do Grupo Central (mais expostos pela circulação nordeste).

Assim, esperam-se boas abertas no Grupo Ocidental e vertentes ocidentais do Grupo Central e aguaceiros fracos até meio da tarde nessas ilhas acima referidas, com abertas a partir de meio da tarde e, com uma 4ª feira de muita nebulosidade mas de pouca ou nenhuma precipitação.

Pela Madeira, o sol até brilhará muito tempo, mas nas vertentes norte poderá ser condicionado por nebulosidade e alguns aguaceiros fracos (mais prováveis nas terras altas). Os aguaceiros são mais prováveis até início da manhã de 3ª feira e durante a noite e madrugada de 3ª para 4ª feira.

Contacte a MeteoMira, através de: meteomira.rm@gmail.com

O vento terá como destaque sobretudo o período que compreende o meio da tarde de 3ª feira e a madrugada de 4ª mas mesmo assim, sendo moderado nos Açores, com rajadas de até 45-55km/h (situação normalíssima).

Já pela Madeira, vento fraco de norte.

Imagens dos aguaceiros nos Grupos Central e Oriental dos Açores e nas vertentes norte/terras altas da Madeira e, da direção e intensidade do vento (moderado nos Açores e fraco na Madeira).

As temperaturas descem significativamente na Madeira, em especial na 4ª feira (até 3ºC face a 2ª feira) e mantém-se estáveis nos Açores.

MAR

O mar estará ainda um pouco agitado na manhã de 3ª feira, sobretudo a alguns kms a oeste da costa norte do Continente, podendo aí a significativa chegar aos 4m.

No entanto, junto a terra, o mar estará gradualmente mais calmo com o passar dos 2 dias.

TABELA DE MARÉS (INSTITUTO HIDROGRÁFICO)

Lisboa

Ponta Delgada

Funchal

Se gostar dos conteúdos da MeteoMira e quiser contribuir para o seu continuo desenvolvimento e melhoria, bem como ajudar na subscrição de serviços premium que adquirimos para lhe dar a informação o mais atualizada possível, pode fazê-lo através de:
IBAN PT50 0018 000322504419020 11
MBWAY 912101683

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.