Ex-Danielle – Próximos Dias

Share this post

Posted by: admin Comments: 0 0

EM PRIMEIRO LUGAR… NÃO HÁ QUALQUER FURACÃO NEM TEMPESTADE TROPICAL A CHEGAR, MAS SIM UMA DEPRESSÃO TIPICAMENTE OUTONAL!

A passagem do ex-ciclone tropical Danielle a norte dos Açores levará a uma significativa mudança do estado do tempo não só nos Açores mas também em Portugal Continental e, de forma mais suave, na Madeira.

Assim, numa primeira fase, já no dia 9 (sexta-feira), os Açores sentirão a deslocação do sistema depressionário, com precipitação pontualmente forte e que pode ser acompanhada de trovoadas, numa primeira fase, com a passagem de uma frente na noite de 5ª para 6ª feira de ocidente para oriente e depois, no sábado, com aguaceiros e o estabelecimento de um fluxo húmido de oeste, entre domingo e 3ª feira.

O vento, apesar de forte na região, será uma situação normal de outono, com rajadas máximas de até 65-80km/h de oeste/noroeste e com a agitação marítima a aumentar muito após sábado e durante vários dias, com significativa até 5m e vagas superiores.

A deslocação da DANIELLE para sudeste, em direção a Portugal Continental, permitirá que na noite de 10 para 11 de setembro uma frente moderada a pontualmente forte avance na Madeira, seguindo-se até 12 o regime de aguaceiros, com vento moderado de oeste/noroeste e melhoria posterior do estado do tempo na região (que na verdade não terá grandes impactos com o sistema ciclónico da ex-Danielle.

Ao aproximar-se da Madeira, fará subir significativamente as temperaturas em Portugal Continental e isso começa a notar-se já mais vincadamente dia 9 (sexta-feira) e com seguimento sábado (dia 10).

Assim, em Portugal Continental, 6ª e sábado teremos bons dias para a praia até, com céu geralmente pouco nublado ou limpo, em especial a partir da tarde de 6ª feira, como se pode ver no azul da primeira imagem abaixo.

Contudo, domingo, a situação começa a mudar rapidamente no litoral, com aproximação de nebulosidade a partir da manhã e que se tornará mais generalizada de tarde, com a entrada de alguma primeira precipitação na faixa litoral, fraca ao início e começando a aumentar de intensidade para final do dia de domingo no litoral.

A hora de entrada da frente ainda é uma enorme dúvida, já que os modelos têm atrasado a sua chegada à costa em algumas horas, mas acreditamos que ainda no dia de domingo entre no litoral e de noite e madrugada avance para interior, onde nalguns locais só chegará já na manhã de 2ª feira. Eventualmente a chegada da chuva pode só ocorrer ainda mais tarde, pelo que não será de estranhar isso mesmo!

Frente moderada a forte, aguaceiros, trovoadas, agitação marítima e até possibilidade de fenómenos extremos de vento

A primeira precipitação a chegar a terra será compacta, sob a forma de uma frente, com jet de sul e que, por norma, traz precipitações mais intensas e com acumulados horários fortes à Área Metropolitana de Lisboa e Região Oeste (por vezes a norte do Tejo, outras a sul) e ao Algarve (em especial sotavento).

Daí, a passagem da frente possa vir a produzir algumas inundações em zonas mais densamente urbanizadas e impermeabilizadas destes locais em particular. No entanto a frente avançará em todo o território (nuns locais mais rapidamente e mais “esfarrapada” e noutros mais compacta e com mais força, daí ser difícil responder se localmente vai ou não chover bem!

A frente e os aguaceiros que lhe vão suceder podem ser acompanhados de trovoadas em especial até à noite de 2ª para 3ª feira. Os aguaceiros devem ser pontualmente fortes e persistentes até final de dia 14.

As trovoadas podem ser localmente fortes e, tendo em conta o CAPE previsto por alguns modelos e o gradiente de ventos em altura, é, além de trovoadas localmente intensas, possível a ocorrência de algum fenómeno extremo de vento, tal como microburst, downburst ou mesmo tornado!

Realça-se que serão situações muito localizadas e que a ocorrerem têm uma probabilidade mínima de ser na sua zona… infelizmente não lhe conseguimos dizer se vão mesmo ocorrer, onde e quando, por isso, nada como precaver… mas diria que talvez 2ª feira de tarde seja mais provável, na faixa a vermelho do Alentejo (no sotavento atenção à precipitação possivelmente forte), no interior centro ou no litoral norte.

Dia 15 ainda teremos aguaceiros a norte e centro e as dúvidas adensam sobre de que forma o ex-EARL terá ou não algum impacto depois no Continente… mas isso ficará para depois!

Após dia 12 o mar torna-se agitado em todo o país (Continente e Ilhas), mas não tanto como o descrito para os Açores.

Uma nota final e não menos importante! A METEOMIRA nunca partilhou mapas de precipitação porque na verdade desconfia sempre dos valores dos mesmos… nalguns locais choverá muito menos que o que os modelos apontam, noutros tanto ou mais e noutros igual… haverão locais onde muitos de vós pensarão “tanta coisa com tempestades e pouca chove”… num momento de vontade de ver chover, nunca nos esqueçamos que a desilusão vem com a ilusão… e a MeteoMira não vos ilude com os mapas para não ser confrontada com estas questões…

Temos o nosso pensamento e neste tipo de evento, por norma, a Área Metropolitana de Lisboa, o Vale do Tejo, o sotavento algarvio e até o interior alentejano e o interior centro costumam ser mais regados, com o litoral norte e centro geralmente a terem menos precipitação que o que os modelos apontam… mas essa é apenas a nossa análise que pode estar naturalmente errada.

Lembre-se que é apenas uma previsão não oficial… a MeteoMira é responsável pela elaboração desta previsão em particular e obviamente é alheia a todas as que vejam oficialmente ou não noutros meios.

A MeteoMira é uma empresa pública sem fins lucrativos, pelo que o seu contributo para a minorização dos gastos e a aquisição de serviços em sites pagos é essencial e uma ajuda imprescindível, seja que valor for, pelo que poderá deixar o seu donativo através dos seguintes meios:

IBAN PT50 0018 000322504419020 11
MBWAY 912101683

Para atualizações diárias e semanais, consulte http://www.facebook.com/meteomira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.